Que Vantagens Poderia Usufruir o Brasil Caso Haja Resultados Satisfatórios nas Negociações da OMC: Elementos Importantes Para o Posicionamento do Setor Privado no Processo de Avaliação dos Riscos nos Mercados Externos.



Lead: Esse é o mais completo estudo feito até agora por pesquisador brasileiro sobre as negociações da Rodada de Doha, seus benefícios e seus impactos negativos em termos de preços de alimentos. O estudo cobre todas as propostas de negociação na liberação dos mercados agrícolas mundiais. Foram estimados os efeitos das propostas nas negociações sobre cerca de 30 produtos agrícolas, efeitos esses medidos em termos de preços domésticos, internacionais, quantidades produzidas e exportadas. Foram calculados os impactos no Brasil e no conjunto de países do MERCOSUL. Os resultados são gerados ainda para os grandes parceiros do Brasil nos mercados importadores. Os benefícios, caso haja resultados satisfatórios em qualquer tempo nessas negociações, serão muito grandes no complexo das carnes, particularmente no caso da carne bovina. Este é um setor competitivo. Tanto é que o Brasil tornou-se, mesmo sem Doha, o maior exportador do mundo dessa carne. Em seguida vêm as exportações de aves e suínos. Muitos outros setores serão beneficiados. Entretanto, como haverá impacto nos preços internos, uma parte do trabalho foi destinada a discutir as medidas mitigadoras dos grandes riscos de elevação de preços e impacto nas rendas reais dos consumidores de renda mais baixa. Essas medidas mitigadoras são essenciais para que a sociedade aceite os resultados das negociações.


Sumário Executivo

            O objetivo primordial desse trabalho é avaliar os efeitos do protecionismo agrícola prevalecente no mundo hoje sobre as exportações dos principais produtos agropecuários e agroindustriais do Brasil. E as possíveis consequências decorrentes da eventual implementação de distintos cenários de propostas de liberação comercial no âmbito da Organização Mundial de Comércio (OMC). O trabalho está focado nos impactos e efeitos diretos das negociações comerciais multilaterais sobre os produtos agrícolas e agroindustriais. Complementarmente, será discutido o impacto das negociações em curso na OMC, de acordo com as principais propostas, com métodos e modalidades alternativas nas negociações em curso. Nessa linha, serão medidos os efeitos da liberação do comércio nas três modalidades em negociação: acesso a mercado, subsídios à produção e subsídios às exportações.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys