Protocolos de Conduta Estratégica II – Pesquisa Direta com Dirigentes do Agronegócio



Lead: A experiência prática dos dirigentes do Agronegócio, com a adoção de protocolos de conduta de gestão de suas organizações, é muito rica, valendo a pena conhecê-la. Essa pesquisa com dirigentes se destina, a saber, deles quais as decisões para a prevenção de problemas nas áreas estratégicas para conduzir um diagnóstico adequado da empresa para a correção de disfunções em áreas funcionais e para a adoção de condutas corretivas. Vale a pena conhecer ainda os riscos associados a decisões estratégicas e as ações mitigadoras em um contexto em que vivemos hoje.


Sumário Executivo

Nessa pesquisa, foi solicitado aos entrevistados que respondessem perguntas referentes a protocolos de conduta (a serem adotados) apenas nas áreas estratégicas das empresas, tanto na área OPERACIONAL, quanto na área de POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO MERCADOLÓGICO. Na área de Posicionamento Estratégico não foi mencionada a palavra mercadológico justamente para deixar espaço para respostas sobre outras áreas com a comercial, a força de venda, a de marketing e propaganda, e áreas da própria gestão da empresa. Sabemos que em cada área há um conjunto de “subáreas” também importantes. Mas pedimos para que as respostas se concentrassem apenas nas “subáreas” críticas, ou seja, 2 ou 3 áreas que respondem pela maior parte dos resultados gerados pela empresa (no operacional e no estratégico).
Antes da realização da pesquisa foi fornecido aos entrevistados um conjunto de Protocolos de Gestão para que todos os avaliassem e elegessem os que melhor retratassem suas realidades vivenciadas em suas organizações. Em seguida, selecionados os protocolos mais adequados, foi solicitado que respondessem às perguntas de um questionário acerca de condutas estratégicas.
Após a obtenção dos resultados, foram escolhidas as respostas mais frequentes que indicavam estratégias para um número maior de setores do agronegócio. Não foram aproveitadas respostas específicas de setores específicos, porquanto o objetivo era, com a pesquisa, identificar condutas reais “universais” para todos os setores do agronegócio.
Alguns resultados surpreendem. Na prevenção de problemas em áreas estratégicas-chaves, a rotatividade de gerentes e a existência de um Plano B foram os mais citados. Na conduta de diagnósticos de problemas foram muito citados os indicadores de desempenho. Nas recomendações de condutas saneadoras a qualificação das competências dos quadros dirigentes foi a indicada como preferida. E assim por diante.
Para o melhor aproveitamento das experiências dos empresários é imprescindível a leitura do Documento “Protocolos de Conduta Estratégica I – Protocolos de Condutas Estratégicas Usadas Pelos Concorrentes.”

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys