Protocolos de Conduta Estratégica I – Protocolos de Condutas Estratégicas Usadas Pelos Concorrentes



Lead: Os protocolos de conduta estratégica se destinam a formar uma empresa, partindo do zero ou a fazer uma prospecção de um novo negócio; se destinam a garantir a sobrevivência de uma empresa no regime competitivo; se destina a produzir um Choque de Gestão; a criar Inteligência Estratégica e medir a Maturidade Estratégica da empresa para ela enfrentar as reformas, quase sempre “cirúrgicas”; se der sorte, “não invasivas”. Não deixe de ler todos os documentos da série “Protocolos de Conduta Estratégica”.

  
Sumário Executivo

            Protocolos são normas de conduta aprendidos com os concorrentes, destinados a montar um negócio recém-prospectado ou a garantir a sobrevivência da empresa através da prevenção, diagnóstico, conduta terapêutica, análise de risco e adoção de ações mitigadoras. Há protocolos com intervenções “cirúrgicas” um pouco mais “invasivas”: os Choques de Gestão. Em casos de empresas que apresentam indicadores de desempenho favoráveis, os protocolos passam a ser de Inteligência de Negócios e Maturidade Estratégica – ambas as condutas que estão na fronteira do conhecimento da gestão estratégica. A construção destes protocolos parte de um exercício de aprendizado coletivo. Convocamos empresários para colaborarem na montagem destes protocolos de conduta. Aprendemos com quem fez, faz e fará mudanças nas empresas.  Os protocolos são eficazes, mas não tomam decisões por nós empresários. Precisamos discuti-los em mesas-redondas com os dirigentes. Isso é formar um protocolo. Cada protocolo para cada tipo de empresa desdobra-se em dois ou três tipos diferentes de acordo com sugestões de lideranças empresariais consultadas. Além de protocolos de gestão de dirigentes do agronegócio, foram incluídos outros protocolos montadas no decurso de discussões em mesas-redondas que incluíram empresários de vários outros setores da economia. Destas mesas-redondas especiais participaram CEO’s de grandes empresas nacionais. O texto dispensa tratamento especial aos Choques de Gestão, que cresceram em importância em nossos dias. A questão é saber o que são, saber se nossa empresa necessita de uma medida tão radical e como funciona. O texto termina com uma apresentação e uma discussão do que seja uma Maturidade Estratégica. Afinal de contas, se temos que fazer reformas na gestão de organizações precisamos saber se ela está madura o suficiente para suportá-las.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys