Os Perfis das Classes de Renda Rural no Brasil (Classes A/B, C e D/E): Conhecimento Essencial Para Formulação de Políticas Públicas



Lead: Em recente pesquisa, pode-se identificar a existência de três classes de renda no campo. A partir de diversas informações de cada classe, como, por exemplo, despesas com insumos, crédito, valor bruto da produção, valor líquido da produção e mão de obra, pode-se concluir quais são as políticas mais recomendadas para cada classe.


Sumário Executivo

A partir da renda líquida total, os estabelecimentos rurais brasileiros foram dividido e analisados de acordo com a classes de renda a que pertence. Esses resultados foram apresentados no seminário comemorativo dos 60 anos da CNA e 20 anos do Senar. Foram analisadas, em cada classe, questões como: utilização de trabalho, condições das explorações agropecuárias, tecnologia e renda. Os principais dados utilizados, por classe, foram o número de estabelecimentos, o valor bruto da produção e a área dos estabelecimentos. Quanto à tecnologia e condições das explorações agropecuárias as variáveis observadas foram as despesas com insumos e sua participação na despesa total por tipo de insumo, as fontes de financiamento e/ou empréstimos. Outro dado importante analisado foi o valor líquido da produção, que ressalta a diferença na sua composição em cada classe. Também foi levada em conta a composição do valor bruto da produção e a participação de cada classe na sua geração, por produtos. Por último analisa-se a situação da mão de obra. Essa apresentação encerra-se com a recomendação de políticas voltadas para as classes identificadas.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys