Empresas-Projeto: Formas Mais Modernas de Organização do Agronegócio, o Futuro


Lead: As empresas-projeto constituem numa forma das mais avançadas de organização do agronegócio. Consiste em organizar todo o empreendimento – desenho, organização, implantação e gestão de um projeto –, com todos os elementos componentes detalhados. Apresentam-se, nesse documento, vários tipos de empresas-projeto, mas com sistemas alternativos de financiamento. Todos os modelos foram pesquisados entre o que existe hoje no Brasil e no mundo. Esse arranjo é voltado para o mercado e para vencer a concorrência concentrando energia competitiva.
Sumário Executivo

As empresas-projeto existem no exterior e começaram a surgir primeiro nos perímetros irrigados do Vale do São Francisco. Hoje se generalizaram para vários ramos do agronegócio no Brasil, inclusive após a vinda dos grandes investidores estrangeiros que se aliaram a investidores nacionais para montar empreendimentos de grande porte. A empresa projeto tem várias formas de organização: a) em torno de uma (ou mais de uma) empresa-âncora; b) em torno de uma empresa líder de exportação; em torno de uma indústria de processamento; em torno de uma organização de produtores para comercialização conjunta; em torno de uma empresa de comercialização para o mercado interno e para exportação, etc. Existe também a empresa-projeto multi-comercializadora internacional. A forma mais moderna é a organização a partir de uma empresa gerenciadora global de um projeto, que assume o papel de contratar todos os serviços e obras, “defendendo o lado” dos acionistas – essa substituiu o sistema turn-key, que era usado no passado (entregar o projeto a uma empresa e o receber operacional). Foram levantadas empresas-projeto com tipos diferentes de sistema de financiamento, independente de crédito bancário, com diversas alternativas de associação de capitais e tecnologias.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys