Até que ponto as políticas de crédito da Agricultura Familiar podem mitigar os problemas de uma pobreza sem tecnologia no campo brasileiro?



Lead: Até que ponto a inovação pode mitigar a insegurança alimentar e a pobreza rural e urbana? Até que ponto ela pode potencializar a contribuição da agricultura familiar? Neste trabalho veremos uma apresentação feita na Reunião Magna Ciência Para o Desenvolvimento Sustentável da Academia Brasileira de Ciências que buscou responder a essas questões.


Sumário Executivo

Em exposição à Academia Brasileira de Ciências buscou-se fazer considerações sobre os grupos expostos à insegurança alimentar e o potencial da inovação, chegando-se a conclusão de que a pesquisa pode ajudar, mas é preciso haver políticas de acesso a serviços básicos. Com isso, a etapa seguinte foi fazer uma composição da pobreza no campo e sua participação no número de estabelecimentos rurais e produção, além da sua renda.
Após essa etapa, o objetivo passa a ser a identificação das prováveis causas da pobreza no campo, considerada essencial na resolução desse problema. A conclusão que se chega é a de que há um grupo de produtores passíveis de serem uma boa aposta para mitigar o problema da pobreza rural. A etapa seguinte consiste em apresentar e analisar dados estatísticos acerca do acesso a capital social e políticas públicas: alfabetização, abastecimento de água, destino do lixo, esgotamento sanitário, nível de instrução do dirigente do estabelecimento rural.
Por último, apresenta-se as principais características da inovação, as novas modalidades de financiamento e os efeitos da concorrência no mercado de insumos. A conclusão final é de que a ciência pode ajudar a mitigar a pobreza, para isso analisa-se os potenciais de inovação para o pequeno produtor.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys