A Agricultura Política: A Arte da Construção do Poder Político na Agricultura ou Como os Produtores se Organizaram Para Montar um Notável Poder de se Defender de Todos os Grupos de Interesse Que Antagonizaram o Interesse Organizado Agrícola.



Lead: Eu escrevi um livro: “A agricultura política”, ou a arte do exercício do poder político na agricultura. Esse livro foi publicado pela Embrapa e hoje está esgotado. Esse documento é um resumo daquele livro. A agricultura antes de tudo precisava se defender. Quanto mais produzia, mais os preços caíam. A tecnologia tinha um impacto forte nos preços, beneficiava os consumidores, penalizava os produtores! Os investimentos em pesquisa beneficiavam os consumidores. Nessas condições os produtores precisavam mostrar à sociedade que eram importantes, produziam comida e levavam uma vida penosa no campo. A sociedade acabou – após uma longa campanha de esclarecimento – aceitando os produtores da América e os Produtores da Europa como um patrimônio muito importante para a estabilidade da nação e das instituições democráticas.


Sumário Executivo

Com grande poder político, os produtores dos EUA e da Europa acabaram dissuadindo os grupos de interesse organizado – que a eles eram antagônicos – de prosseguirem com qualquer medida que colocasse em risco o poder agrícola, em qualquer tempo ou lugar. Este é um trabalho acerca da construção do Poder Político na Agricultura. Os líderes agrícolas nos Estados Unidos e na Europa aprenderam desde sempre que tinham que acumular capital político, cacife político, para enfrentar as duras batalhas nos congressos de seus países, para garantir políticas de renda, recursos para a agricultura, subsistidos e recursos para a pesquisa. Foram tão competentes que, administrando esse capital político, dissuadiram tanto o setor privado quanto os governos de antagonizar seus interesses em quaisquer segmentos dos elos das cadeias de produtos e do Agronegócio.

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys